Páginas

7

Tudo passa!

Minha sobrinha irá fazer 1 ano daqui a duas semanas, e minha cunhada resolveu fazer festa à moda antiga, ou seja, será no salão do prédio e ela está fazendo tudo! Isso mesmo, desde bolando a decoração, preparando os salgados, lanches e docinhos, fazendo os convites (ela fez um cata-vento de origami lindo)…enfim, tudo mesmo! Apesar do trabalhão ela diz que está curtindo muito, está amando fazer todas as coisinhas para a tão esperada festa de 1 ano da filhinha dela. Eu achei muito bacana da parte dela.

E ela pediu para que eu fizesse a retrospectiva da Letícia, pois fiz a dos meus dois meninos e ela amou (particularmente ficou muito boa mesmo, modéstia parte colocou muitas que vejo por aí no chinelo). E eu gosto muito de mexer com foto e vídeo, então resolvi ajudá-la e fazer a retrospectiva.

No final de semana ela veio aqui em casa, me passou as fotos, discutimos as músicas e como ela gostaria que ficasse. Fechamos a maioria dos detalhes e essa semana estou preparando uma "retrospectiva versão beta" para que ela veja e se aprovada, partirei para a versão final e gravação do DVD.

Para começar a fazer resolvi rever as retrospectivas dos meus meninos, para relembrar como fiz algumas coisas. Mas tive que rever mais de uma vez, pois quase sempre que as assisto fico com nó na garganta… e desta vez não foi diferente.

Ficava olhando as fotos dos meus meninos bebês, o quanto eles cresceram e se desenvolveram em 1 ano e de lá até agora. Como o tempo passa rápido! E não é só o tempo não.


Estava lendo um post outro dia de que tudo tem seu tempo, na vida de um bebê, nada é para sempre, ele não vai chorar para sempre, nem usar fraldas para sempre. Tudo passa, a fase ruim e a boa também (mas ainda bem que depois dessas vem mais coisa boa).

Vendo as retrospectivas, relembrando todas as coisas que passamos, realmente percebi que todo aquele cansaço, dores, angústias passaram. Só ficaram as lembranças gostosas, aquele cheirinho de recém-nascido, o primeiro sorriso, o primeiro abraço, o primeiro beijo estalado, o primeiro passo…Claro que lembro da noite que o Daniel chorou da 1 da manhã até às 5:30 e o Davi acordou às 6:30 (desesperador), das dores no peito da amamentação que duraram 3 meses, do cansaço, dos choros inexplicáveis, mas não é isso que ficou na minha mente, revendo aquelas fotos só tive lembranças boas, saudade daquele tempo que ficou para trás.

Lembro-me de uma viajem que fizemos para comemorar as Bodas de Ouro dos meus sogros, num dia em particular nenhum dos 2 meninos queria almoçar ( e quem me conhece sabe como isso me estressa muito) era choro em "estéreo" como diz meu marido, e minha outra cunhada com filhos já crescidos disse-me com toda calma do mundo: - Calma, não fique chateada, tudo passa! Claro que na hora não dei ouvidos a ela, pois só queria que eles almoçassem, mas depois pensando naquilo percebi que ela tinha razão, já tinha passado por tanta coisa pior, que resolvi encarar as coisas com mais tranquilidade a partir daquele momento.

Hoje, tendo o Davi 4 anos e 3 meses e o Daniel 2 anos e 3 meses, já dormem a noite toda, se alimentam bem, brincam juntos e sozinhos dando-me um tempinho para fazer meus afazeres da casa, já vão para a escola e gostam de ir, tenho um tempo só para mim, minha vida está realmente muito tranquila, muito boa mesmo, e não acho exagero dizer que esta é a melhor fase desde que eles nasceram.

Não estou dizendo que sou a mãe mais calma e paciente do mundo (muito pelo contrário, oro sempre por paciência e sabedoria pois sei que preciso de muito), mas sempre que estou diante de uma situação difícil lembro-me da frase: -Tudo passa. 

Essa minha cunhada mesmo (a mãe da Letícia) passou por muitas dificuldades nesse primeiro ano, dizia que eu era sua heroína por ter 2 filhos (e ainda querer o terceiro) e que ela nunca daria conta. Mas a pouco já me confessou que gostaria sim de dar um irmão à Letícia. Porque ela realmente viu que nenhum sofrimento, cansaço ou angústia dura para sempre e só retemos na memória o que é bom.

Então se você está passando por um momento difícil, ou acabou de chegar em casa com seu lindo bebê e não sabe o que fazer com ele, ou acha que vai morrer se ficar mais uma noite sem dormir ou mais um dia trancada em casa, não se desespere, TUDO PASSA!

Todas as fases, boas e ruins da criança são passageiras! Quando você se acostuma vem outra, pois nossa vida de mãe será sempre agitada.

Já estou com tanta saudade dessa fase que por mim já partiria para o terceiro filho. Tenho que convencer o marido, ele também quer, mas queria esperar um pouco mais.  Tomara que eu consiga convencê-lo logo, pois não vejo a hora de ter novamente um bebezinho pequenininho em meus braços. Sei que terei dificuldades, mas por experiência sei que os momentos felizes superarão e muito as dificuldades.

E você já achou que ia morrer de cansaço? E tudo passou, não? Se ainda não, não perca a esperança, pois pode acreditar em mim, você ainda terá saudades dessa fase.

7 comentários: