Páginas

1

O que diz a Bíblia sobre ser uma mãe cristã?

Como sempre digo que a educação dos meus filhos é baseada e extraída da bíblia, aqui vai um texto sobre o que é ser mãe na bíblia:


Ser mãe é um papel muito importante que o Senhor dá para muitas mulheres. 

Às mães é dito que amem seus filhos em Tito 2:4-5, que diz: “Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada.” Em Isaías 49:15a a Bíblia diz: “Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre?” 

Quando se começa a ser mãe?

Os filhos são presentes do Senhor (Salmos 127:3-5). Em Tito 2:4, aparece a palavra grega “phileoteknos”. Esta palavra representa um tipo especial de “mãe-amor”. A ideia que esta palavra evoca é de “preferir” nossos filhos, “cuidar” deles, “alimentá-los”, “abraçá-los” com amor, “satisfazer suas necessidades”, “amavelmente ser amiga” de cada um como único vindo da mão de Deus. 


A Escritura nos ordena para que vejamos “mãe-amor” como nossa responsabilidade. A palavra de Deus ordena tanto às mães quanto aos pais para que façam várias coisas na vida de seus filhos, dando:


Disponibilidade – manhã, tarde e noite (Deuteronômio 6:6-7).
Envolvimento – interagindo, colocando pontos de vista, pensando e processando a vida juntos (Efésios 6:4).
Ensinamento – sobre as Escrituras, a visão bíblica do mundo (Salmos 78:5-6, Deuteronômio 4:10, Efésios 6:4).
Treinamento – ajudando o filho a desenvolver habilidades e descobrir seu potencial (Provérbios 22:6).
Disciplina – ensinando o temor do Senhor, ensinando seus limites de forma consistente, amorosa e firme (Efésios 6:4, Hebreus 12:5-11, Provérbios 13:24, 19:18, 22:15, 23:13-14, 29:15-17).
Nutrição – provendo um ambiente de constante apoio verbal, liberdade de falhar, aceitação, afeto e amor incondicional (Tito 2:4, II Timóteo 1:7, Efésios 4:29-32, 5:1-2, Gálatas 5:22, I Pedro 3:8-9).
Exemplo com integridade – vivendo de acordo com o que ensina, sendo um modelo com o qual o filho possa aprender “captando” a essência de um viver piedoso (Deuteronômio 4:9, 15, 23; Provérbios 10:9, 11:3; Salmos 37:18, 37).


A Bíblia nunca ordena que todas as mulheres devam ser mães. Contudo, diz que aquelas se tornarem mães devem tomar seriamente tal responsabilidade, compromisso e benção. As mães têm um papel único e crucialmente importante nas vidas de seus filhos. 


A maternidade não é um trabalho ou tarefa desagradável. É um ministério, um privilégio! (Muitas vezes exaustivo sim, mas em Cristo renovado a cada manhã). "Todavia (a mulher), será preservada através de sua missão de mãe, se elas permanecerem em fé e amor e santificação, com bom senso" I Timóteo 2:15 


Da mesma forma que uma mãe gera seu filho durante a gravidez, e o alimenta e cuida dele na infância, as mães têm também um papel constante na vida dos filhos, adolescentes, jovens adultos. O papel da maternidade deve se transformar e se desenvolver em amor e cuidado, mas ser sempre exemplo de oração e dependência em Jesus!
(Texto extraído do boletim da IPBIpiranga de 09/05/2010)


"Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o SENHOR não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.
Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.
Eis que os filhos são herança do SENHOR, e o fruto do ventre o seu galardão.
Como flechas na mão de um homem poderoso, assim são os filhos da mocidade.
Bem-aventurado o homem que enche deles a sua aljava; não serão confundidos, mas falarão com os seus inimigos à porta." Salmo 127



Beijos à todas e Feliz Dia Das Mães!

1 comentários: