Páginas

4

BLOGAGEM COLETIVA: #BASTA


Geralmente não gosto de me meter em polêmicas, sou daquelas que pago para não entrar em uma briga (e pago o dobro para SAIR dela), mas o que vem acontecendo ultimamente tem me revoltado de uma maneira que não posso ficar calada.

Sou totalmente pró-amamentação, visto que amamentei meus dois meninos até os 2 anos de idade, então quando mexem com esse assunto eu fico bem chateada.



Para resumir esses últimos acontecimentos, está havendo uma "onda" de proibições de amamentação em público, uns dizem que é por falta de orientação de funcionários, outros porque se sentem mesmo incomodados com isso. E isso gerou revolta da "massa mamífera" que resolver se fazer ouvida, com mamaços em locais públicos para que pudessem ser ouvidas.

NA MINHA OPINIÃO (vejam que grifei que o que falarei agora é sobre mim, minha concepção e minha vida) EU nunca fui fã de amamentar em público, me sentia envergonhada pois sei que sempre teria pessoas olhando torto (mesmo sabendo que elas estão erradas me incomodava). Sempre que precisava amamentar fora de casa procurava aquelas salas de amamentação mais reservadas, ou se não tinha jeito mesmo sempre levava comigo aquelas toalhas fralda e a colocava em cima para que ninguém pudesse ver ou reclamar de nada.

Mas eu mesma conheço várias amigas que nunca se incomodaram de amamentar em público. Meu marido que não se sentia muito confortável com a situação, simplesmente virava o olhar ou mesmo ia para outro lugar (também isso É O MEU MARIDO, ele tem o direito de não se sentir a vontade com isso, mas NUNCA pediu para alguém não amamentar na frente dele, ele resolvia a situação não olhando).

Mas o que realmente fiquei revoltada essa semana foi ouvir essa história de apresentadores de um programa da televisão serem misóginos. Claro que eles podem ser o que quiserem na vida deles, mas transmitir isso para outras pessoas, principalmente com a influência deles (apesar que não entendo todo esse sucesso pois acho esse programa HORRÍVEL). Isso é inadmissível!

Dizer que "quem deveria mostrar o seio era a Gisele Büdchen e não aquela mãe que não precisa de soutien e sim de joelheiras" foi demais para mim. Que negócio é esse? E aquele jornalista de um jornal de grande circulação em São Paulo comparar a amamentação com masturbação? Que é isso minha gente?

Que os homens pensam mais em sexo que as mulheres é fato, mas eles tem que se controlar, senão VÃO SE TRATAR! E não ficarem influenciando opiniões. Pois misoginia para mim é doença (mental), assim como qualquer desvio de comportamento sexual (vejam, não quero de maneira nenhuma tirar o peso dos crimes sexuais, eles tem que ser punidos sim e com toda a severidade da lei, mas além da punição criminal, deveriam se tratar com psiquiatra!). Por que em pleno século XXI deveria ser totalmente proibido homens que tratem mulheres apenas como objeto sexual. Isso é ultrajante, e o homem que o faz deveria ter vergonha disso, e não orgulho e declarar na mídia.

Porém como o mundo é governado por homens não me iludo e sei que esse tipo ainda será permitido (e até aplaudido como no caso dos apresentadores do programa).

Então devemos sim gritas #BASTA! Mas acho que isso deve começar em nós. Temos que boicotar totalmente esse tipo de programa (que se diz humorístico, mas nunca ri de nenhuma piada deles), vamos mudar de canal quando esse programa, vamos pedir aos nossos maridos, companheiros, familiares e amigos que não assistam mais esse programa, pois se eles não tiverem mais audiência com esse tipo de coisa vão ter que mudar ou senão morrerão para a mídia.

Esse é meu #BASTA! Basta de programas desse tipo, basta de homens falando como se fossem os donos da verdade sobre assuntos que não tem o mínimo conhecimento, basta de humor negro na televisão!!!!

VAMOS BOICOTÁ-LOS E TIRAR O QUE LHES É MAIS PRECIOSO, SUA AUDIÊNCIA E FAMA!

Quero ver se quando eles forem cancelados se continuarão falando o que der na cabeça deles.

Esse é o meu, qual é o seu #BASTA?

4 comentários: