Páginas

8

As 10 mais da maternidade

Meus filhos estão de férias. Então não estou com muito tempo de parar para escrever os posts que quero, com temas mais elaborados, mas não queria deixá-lo de lado pois descobri como é gostoso escrever sobre essa aventura de vida de mãe que tenho.

Passeando no blog da Rede Mulher e Mãe vi um post (na verdade foram 2, esse é o outro) que gostei muito, são listas das 10 coisas que mais sentimos saudades e das que não sentimos falta nenhuma da maternidade.

Então resolvi fazer a minha lista pessoal, como estou pensando na terceira gestação achei muito legal pensar nisso pois assim até podia ver se eu realmente queria passar por tudo isso novamente (e também pude escrever com VÁRIAS interrupções dos meninos para trocar o DVD, achar um brinquedo, resolver alguma discussão…). 

Vamos lá:


Eu amei a gestação, gostei mais da segunda que da primeira pois acho que como já sabia tudo como era, relaxei mais (e claro tinha o Davi com apenas 1 ano e meio para me distrair dos pensamentos ruins…). 

Aqui vai meu top 10 que mais sinto saudades:

1) Sentir o bebê mexer. Não preciso nem me justificar, acho que isso é unanimidade entre as mães.

2) Da barriga, pois é uma sensação muito boa saber que tem um serzinho se formando lá dentro (até o segundo trimestre, pois no terceiro é difícil…)

3) De ser paparicada. Meu marido me paparicava muito! Não que ele não me ajude ou me trate bem, mas na gravidez ele fazia tudo pra mim…e quem não gosta de ser mimada?

4) Comprar as roupinhas. Como uma típica mulher eu amo fazer compras, mas comprar as primeiras roupinhas, escolher cores, desenhos…que saudade!

5) Da amamentação. Provavelmente é uma das coisas que mais sinto falta. Pois sempre gostei muito de amamentar.

6) Cheirinho de recém nascido. Eles tem um cheirinho tão gostoso…Hoje meus filhos cheiram suor e chulé! (isso porque têm 4 1/2 e 2 1/2 anos…imaginem quando chegarem na adolescência…)

7) Caras e bocas dos bebês. Eles tem umas caretas tão bonitinhas e engraçadas. Meus dois meninos foram cheios de expressão quando eram bebês.

8) Segurar um bebê no colo. Como gostava de segurar meus bebês no colo, aconchegá-los em meus braços. Ainda pego meus filhos no colo, mas como estão BEM mais pesados não consigo segurá-los por muito tempo.

9) A casa arrumada sem brinquedos espalhados em todos os lugares. Pois seus brinquedinhos (que eram chocalhos e bichinhos pequenos) ficavam no bercinho móvel na sala. Hoje tem brinquedo até dentro das minhas panelas.

10) O sorriso banguelo. Eu amo o sorriso dos meus filhos, mas aquele sorrizinho sem dentes é o máximo!

Agora aqui vai a lista das coisas que não tenho a mínima saudade, e como bem disse a Calu, se pudesse teria uma reunião com Deus e as reivindicaria modificações com certeza.

1) Noites em claro. Graças a Deus meus meninos passaram a dormir a noite toda bem novinhos, mas com certeza essa, para mim, é a pior coisa, ficar sem dormir para mim é devastador.

2) As golfadas. Tive problemas com o Daniel (que mais tarde vim a descobrir que ele tinha refluxo). Ele golfava por qualquer coisa, e ficava com aquele cheiro de leite azedo horrível. Tinha de lavá-lo várias vezes por dia.

3) Choros indecifráveis. Quando eles choravam e eu não tinha a mínima idéia do que eles tinham (pois já tinha tentado de tudo) ficava com uma sensação de impotência muito ruim.

4) Dores da amamentação. Como disse nos meus top 10, amei amamentar, mas para mim sempre foi muito dolorido.

5) Vazamento de cocô da fralda. Como eu ODIAVA quando vazava o cocô, pois além de ter que dar banho neles (e às vezes isso acontecia fora de casa), tinha que lavar a cama, carrinho, ou onde quer que eles estivessem, pois o estrago era sempre imenso.

6) Início do desmame aos 6 meses. Acho que essa foi a fase mais traumatizante para mim, que é onde eu paro para pensar se realmente eu encaro um terceiro filho. Aquela fase de papinhas e frutinhas, eles não comem, e temos que ficar inventando para ver se comem, e aí começam a perder peso…Terrível!

7) Os "especialistas em educação infantil" com seus conselhos "maravilhosos e infalíveis". Nunca gostei de ninguém se metendo na minha vida, e quando isso se referia ao meu modo de lidar com meus filhos eu ficava uma fera.

8) Comer comida fria (ou requentada 5 vezes). Pois era incrível, parecia que eles esperavam eu colocar a comida no prato para chorarem, fazer cocô…

9) As fraldas. Nunca gostei de trocar fraldas, principalmente porque tinha que trocá-las na hora da refeição, quando estávamos de saída, logo depois do banho deles…e fora o dinheiro gasto.

10) Ficarem doentes. Nao que eu goste de ver meus filhos doentes hoje, mas é que eles estão bem mais fortes e sabem dizer onde dói ou o que está acontecendo. Ver aquele bebezico chorando com febre e sem saber onde dói não gosto nem de lembrar.

Esses são meus top 10 de hoje. Sei que futuramente terão outras coisas que sentirei saudade e outras que não vejo a hora que passe (como as birras e brigas por brinquedo por exemplo), mas essa é a beleza da maternidade, por mais que gostamos ou odiamos uma fase, ela passa, e futuramente só teremos essas lembranças para nos alegrarmos com essa fase tão gostosa de nossa vida.

E respondendo à minha indagação lá em cima, sim, eu ainda estou disposta a passar por tudo isso novamente, pois no balanço final as coisas boas são muito maiores e melhores que as ruins.

E vocês, quais são seus top 10? 


E Claro que eu estou participando do sorteio de lançamento do Minha Mãe que Disse!

8 comentários: