Páginas

6

Blogagem coletiva: Sono (ou a falta dele)



Aconteceu hoje a primeira #festanotwitter brasileira. Organizada pela rede social Mulher e Mãe, o assunto debatido foi Sono e contamos com a participação de mais de 100 participantes, um verdadeiro sucesso! Para que vocês tenham uma idéia um pouco melhor do alcance que tivemos, foram 1.417 twitts, que alcançaram 41.626 pessoas.

Como o papo foi muito gostoso surgiu a idéia da blogagem coletiva sobre o assunto, e claro que eu não ia ficar de fora!

Fiz um post sobre como fiz para os meus filhos dormirem a noite à pouco tempo, então vou contar como era o sono dos meninos e como reagia à isso.

Tenho que confessar que ficar sem dormir é uma das piores coisas para mim, se eu não durmo direito fico irritada, chorosa, sem paciência e não raciocino direito (acho que isso acontece com a maioria de nós).

Mas eu já sabia que passaria noites sem dormir, então fui me preparando psicologicamente para isso, e quando o Davi nasceu até que e surpreendi, pois fiquei sim irritada, cansada, mas achei que fosse ser muito mais.

O Davi também colaborou, pois desde que chegou da maternidade dormia bastante, de dia nem tanto, mas à noite nunca acordou antes de 3/4 horas! E com 16 dias dormiu da meia noite à seis da manhã! Uma benção.

Não sei se foi a rotina imposta desde o dia que chegamos da maternidade que ajudou (creio que sim) mas essa parte com o Davi não foi um problema.

Só que quando eu engravidei pela segunda vez o Davi ainda era um bebê (1 ano e três meses) e por mais que ele dormisse bem, eu não estava totalmente descansada. Ele ainda era amamentado à noite e passou à acordar mais vezes durante a noite, ou seja, quando o Daniel nasceu eu estava bem mais cansada que da primeira vez.

Então na primeira noite em casa era passagem de ano (saímos do hospital dia 31 de dezembro) e não sei se o Daniel se assustou, mas ele ficou acordado das 23:30 até às 6:30 da manhã chorando! E quando ele finalmente dormiu….o Davi acordou! Naquele momento entrei em pânico. Como iria aguentar literalmente sem pregar o olho? Fiquei desesperada, chorei, mas como tenho um marido maravilhoso ele resolveu ir cuidar do Davi (mesmo tendo passado a noite em claro comigo) para eu poder descansar, já que eu tinha que amamentar o Daniel e estava me recuperando da cesárea.

Mas graças a Deus foi só aquela noite que isso aconteceu. Depois colocamos o Daniel na mesma rotina do Davi. Confesso que ele foi um pouco mais difícil de acostumar, o Daniel chorava bem mais que o Davi, mas com insistência e sem desistir conseguimos, e com 16 dias também o Daniel dormiu da 1:00 às 7:00.

Claro que eles acordavam à noite, o Daniel eu precisava acordar pois ele precisava ganhar peso, mas tudo era controlado e conseguíamos descansar o suficiente. Digo o suficiente pois quando nos tornamos mães acho que nossa necessidade de sono diminui, ainda bem!

Mas hoje nossas noites de sono são ótimas, nem parece que temos crianças em casa. E tenho certeza que vivo nesse paraíso noturno por causa da rotina imposta desde os primeiros dias de vida.

Às vezes queríamos fraquejar e quebrar a rotina, mas sempre nos arrependíamos e voltávamos a fazer tudo igual.

Então meu segredo para noites sem choros é a rotina, nunca desista dela pois pode demorar, mas com certeza vai funcionar em algum momento e aí sim você experimentará uma noite de sono deliciosa.

6 comentários: