Páginas

18

Relato de parto do meu blog

Olha que coisa legal, essa blogagem coletiva surgiu exatamente quando meu blog faz aniversário de 1 ano! Então não podia ficar de fora não?


Na verdade o blog fez aniversário semana passada, mas com o início das aulas e com a pneumonia do Daniel acabei não tendo muito tempo para sentar e escrever. Mas hoje graças a Deus o Dani já está melhor então podemos voltar quase a rotina normal.

A idéia do blog começou em uma conversa com meu marido. Explico.


Desde que me tornei mãe sinto que encontrei minha verdadeira vocação, não que eu não gostava de trabalhar na minha profissão, mas com a maternidade tudo parecia muito natural. Tanto que a pediatra dos meninos me disse em uma das consultas de rotina que ficava impressionada comigo, eu não parecia mãe de primeira viagem, pela minha tranquilidade e maturidade com que lidava com todas as mudanças da maternidade.

E essa vocação se confirmou com a chegada do Daniel, meu segundo filho, pois lidei com tudo também com muita tranquilidade e com certa facilidade por assim dizer.

Em outra consulta com nossa pediatra ela me sugeriu escrever como eu conseguia lidar com a maternidade de forma tão natural e tranquila pois definitivamente a maioria das mães que ela atendia não eram assim.

Algum tempo depois minha sobrinha nasceu. E pude dar alguns conselhos para minha cunhada que não tinha experiência com a maternidade. E ela gostou tanto que me falou a mesma coisa que a pediatra dos meninos me disse, que eu deveria escrever tudo aquilo pois definitivamente ajudaria muitas pessoas.

Como nunca fui uma pessoa que gosta de escrever não dei muita atenção, mas meu marido, que presenciou as duas me falando para escrever, começou a me falar do mundo dos blogs, que eu poderia escrever ali sobre tudo o que eu vivia na maternidade, enfim, foi ele quem me incentivou e deu o empurrãozinho inicial para que o blog nascesse.

E comecei então a pesquisar sobre isso e vi o mundo dos blogs maternos e me apaixonei na hora! Relatos de mães que passavam pelas mesmas coisas que eu, aquilo me fascinou tanto que na mesma semana sentei com meu marido para começar, nós bolamos o nome do blog (porque ele fez questão de pagar um domínio pois disse que seria mais legal), escolhemos a plataforma e a partir não parei mais!

Algumas vezes fico um tempinho longe pois grávida tendo que cuidar de dois meninos espoletas não está fácil. Mas esse cantinho se tornou mais que especial e posso dizer que me viciei em ser blogueira.

As amizades que fiz através do blog são reais, os relatos que recebo via e-mail já me fizeram chorar muitas vezes, e me sinto tão perto delas como qualquer outra amiga que vejo ao vivo. Isso é indescritível.

O blog nasceu para eu escrever sobre toda minha experiência como mãe, e hoje escrevo sobre tudo que diz respeito à essa minha louca, mas deliciosa, vida de mãe, desabafos , tristezas, alegrias e conquista minha e dos meninos.

E é isso, hoje, um ano após ter criado esse cantinho, sinto que aqui me completa ainda mais, porque aqui posso ajudar outras mães, mas também já encontrei muita ajuda e conforto nos comentários e e-mails recebidos.

Então agradeço a cada uma aqui que já comentou, ou mesmo só parou um pouquinho e teve tempo de ler aquilo que escrevo. 

E agora que comecei não consigo mais me separar daqui!


18 comentários: