Páginas

10

Meu verdadeiro presente



Sei que essa blogagem coletiva foi da semana do dia das mães, mas como eu estava na maternidade e me acostumando com essa vida de mãe de três não conseguia escrever.

Essa blogagem era para escrevermos o que queríamos ganhar de dia das mães e no exato dia dessa blogagem eu estava ganhando aquilo que eu sempre sonhei, ser mãe de três filhos.



Secretamente (nem tão secreto assim) sempre quis uma menina. Quando fiquei sabendo que o Davi seria menino fiquei um pouco decepcionada, mas logo me acostumei com a idéia. Com o Daniel a mesma coisa, me decepcionei no começo mas logo depois já me animei pois seria mais fácil de lidar com ele e com o Davi se houvesse ciúmes ou coisa parecida. Mas no fundo minha vontade de ter uma menina ainda estava em meu coração.


Até que eu e meu marido percebemos que tinha chegado a hora de termos nosso terceiro filho. E muitos me perguntavam o que aconteceria se fosse outro menino, e eu sempre respondia a mesma coisa: eu vou amá-lo assim como já amava meus dois meninos (pergunta estúpida pra falar a verdade não?).


E assim que engravidei eu realmente estava feliz pois realizaria meu sonho de ser mãe de três e por incrível que pareça não estava me importando se fosse menino ou menina, mas sim estava muito feliz pois sentia que finalmente minha família estaria completa.


Mas quando fizemos o ultrassom e descobrimos que seria mesmo nossa princesinha, não sei como isso foi possível, mas passei a amar meus meninos ainda mais! Não que eu não os amasse muito, mas parece que nasceu dentro de mim um sentimento novo que não sei explicar, um sentimento de família completa mesmo, que aquilo que faltava chegou e tudo que tinha que acontecer aconteceu no momento exato, que esse era realmente o plano de Deus pra minha vida. Tudo se encaixou e ficou perfeito.


Lembro-me de uma amiga que não queria ter o segundo filho por ter medo de não amá-lo tanto quanto amava o primeiro. A partir daquele dia eu descobri outra coisa muito doida dessa nossa vida de mãe, quanto mais filhos temos, mais amor nasce em nosso coração e passamos a amar mais ainda nossos filhos mais velhos! É incrível!


E vendo o amor e o carinho dos meninos com ela depois que ela nasceu, é maravilhoso. Eles já tem um senso de proteção que em alguns momentos chega a me irritar, porque se ela chora eles vêm como dois leões de chácara me questionar o porquê eu estou fazendo outra coisa (como comer, ir ao banheiro, tirar o pijama…) e não cuidando dela! Mas é muito gostoso, não posso reclamar pois não estão sentindo nem um pingo de ciúmes.



E então os 9 meses se passaram (muito rápido) e aqui está. Apresento nossa mais nova integrante da família, a Sara.




Meus três presentes: Davi, Daniel e Sara



Os dois irmãos babando na nova irmãzinha



Nossa família agora completa



Nossa princesinha

Está aí, meus três presentes, minhas heranças do Senhor (Salmo 127:3), minhas vidas.

E agora com os três em casa posso afirmar com todas as letras, estou vivendo a melhor fase da minha vida pois realizei o maior sonho que tinha em minha vida.

Tenho um marido maravilhoso e três filhos lindos, o que mais eu posso querer da vida?

10 comentários: