Páginas

4

Palpiteiras de plantão


Uma coisa que eu sempre tive certa comigo mesma era como viver minha vida. Nunca admiti que ninguém se metesse, ouvia sim alguns conselhos mas sempre fiz tudo conforme minha consciência e coração, isso porque não queria culpar ninguém pelas minhas escolhas, fossem elas certas ou erradas (o que aconteceu algumas vezes, mas com todas elas eu aprendi e amadureci).
Imagem daqui
Então um belo dia eu engravidei, e com o positivo veio uma enxurrada de palpiteiras, principalmente da família, dizendo milhões de coisas sobre como cuidar de uma criança (e muitas delas era até contraditórias, mas todas "infalíveis").

2

O formato do mamilo pode dificultar a amamentação

E como hoje é o último dia da semana de aleitamento materno, mais um post para auxiliar nesse momento tão precioso entre nós e nossos filhos.

Descubra qual o tipo do seu e aprenda a corrigir eventuais problemas para garantir um aleitamento tranquilo.


Rafael Santos

Invertido, plano, normal e alongado ou comprido. Estes são os quatro tipos de mamilo existentes. Saber qual deles é o seu é importante, porque há o risco de alguns formatos prejudicarem a amamentação.

Os que tendem a provocar mais empecilhos são o plano e o invertido. “Quando o bebê vai iniciar a mamada, ele utiliza a língua para pressionar o mamilo contra o palato, fazendo o leite escorrer. Bicos planos ou invertidos não são suficientemente salientes e, por isso, o pequeno não consegue alcançar o mamilo para realizar a pressão”, explica a consultora em amamentação e doula, Livia Teixeira, fundadora da Companhia da Mama.

2

Algumas novidades sobre a amamentação


Que amamentar é bom para a mulher e para o recém-nascido você já deve saber. Apesar de muitos benefícios já serem conhecidos, médicos e pesquisadores não param de descobrir coisas novas e confirmar relações pouco estudadas.


Aqui sou eu amamentando a Sara no dia do seu primeiro aniversário

Recentemente, foram divulgadas três pesquisas interessantes sobre esse tema. A primeira delas estimou o impacto que o aumento do tempo de amamentação teria para a saúde das mães. A cientista Melissa Bartick, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e seus colegas afirmam que poderiam ser evitados cerca de 5 mil casos de câncer de mama, 53 mil casos de hipertensão e 14 mil casos de infarto anualmente caso a taxa de mulheres que amamentam seus filhos até eles completarem um ano subisse dos atuais 23% para 90%. Para chegar a esses números, o grupo usou os resultados de estudos anteriores para estimar uma relação de causa e efeito entre a amamentação e essas doenças para um grupo de quase 1,9 milhões de mulheres. Os números são muito expressivos e alertam para a importância de incentivar a manutenção desse hábito a longo prazo – mesmo após a introdução de outros alimentos na dieta da criança.

0

23ª semana de incentivo ao aleitamento materno

Oi meninas. Apesar da correria que está minha vida não posso deixar de passar aqui para falar dessa semana tão importante, a semana mundial de incentivo ao aleitamento materno.

5

Razão do meu sumiço

Olá meninas! Sei que ando bem sumida, mas agora posso explicar o motivo de tanta ausência. 

Estávamos tomando decisões que mudarão nossa vida completamente, e finalmente a decisão saiu e podemos torná-la pública. O Flávio, meu marido recebeu uma proposta de emprego nos EUA, e como ele sempre teve o sonho de morar lá, ponderamos muito e ele acabou aceitando, conclusão, estamos de mudança para os EUA.
2

Razões para se ter um filho

Uma vez uma prima minha me perguntou o porquê se ter filhos. Na hora a pergunta dela me pegou de sopetão e não consegui responder de maneira satisfatória.

Depois pensando naquela pergunta, percebi que não havia somente um motivo, mas sim vários, mas a maioria de cunho pessoal.

Eu e meus filhos, mais uma razão para tê-los, faço filhos lindos, não?

E então um dia desses me deparei com essa matéria da Revista Pais e Filhos e vi que ali estavam a maioria das razões que eu sempre pensei. 

Então transcrevo aqui para vocês, e quem sabe minha prima tambêm leia e se anime finalmente a ter seu/sua herdeiro (a)...

9

8 dicas sobre vacinas que precisamos saber

Nessa época de frio as doenças do inverno atacam as crianças sem dó nem piedade. E para evitar muitas delas podemos vacinar nossos filhos.

Então resolvi esclarecer algumas dúvidas sobre as vacinas, para que ninguém deixe de vacinar por falta de informação.

Cumprir o calendário de imunização não é suficiente para garantir a proteção do pequeno. Confira algumas precauções cruciais para assegurar a eficácia da vacina e evitar efeitos indesejados

8

Problemas gastrointestinais - Workshop Abbott

Participei a algumas semanas atrás de um workshop da Abbott, onde o Dr. Hugo Ribeiro, gastropediatra, professor da Universidade Federal da Bahia e também coordenador do centro de pesquisas de doenças nutricionais da infância dessa mesma universidade nos falou sobre a incidência de problemas gastrointestinais em crianças. 
Imagem daqui

A idéia geral era mostrar e debater como choros, cólicas, regurgitação, prisão de ventre, entre outros problemas gastrointestinais em bebês e em crianças de até dois anos podem transformar a vida das mães em um constante dilema, além de afetar diretamente a rotina do pequeno com restrições intermináveis.

4

Homenagem ao meu dia das mães, pelo marido!

Nesse dia das mães meu maridinho lindo escreveu um texto lindo dizendo como ele me vê como mãe.

É pra morrer de amor...


"Quando comecei a namorar a minha esposa não imaginava quem ela seria.
Não imaginava que ela seria realmente a mulher da minha. Sempre amei a
minha esposa e a respeitei demais como mulher. Mas foi quando ela se
transformou em mãe dos meus filhos que as suas melhores qualidades
afloraram e fizeram com que eu tivesse ainda mais orgulho dela.

Hoje temos três filhos e com isso sou completamente realizado como
homem, como pai. Essa realização é devido em grande parte a Elaina,
pois se não fosse a sua determinação em ser mãe eu não sentiria o
prazer e a honra de ser pai.

Ela me ensinou e ajudou a ser o pai que sou hoje. Quem lê os seus
textos sabe o quanto ela tem orgulho de mim. Mas não tomo isso como
alimento para meu ego, mas sim um lembrete de uma mãe e esposa que não
somente sabe cuidar dos seus três filhos, mas também sabe cuidar muito
bem do seu marido, o pai dos seus três filhos.

A Elaina não somente sabe cuidar do muito bem do Davi, do Daniel e da
Sara, mas também sabe cuidar do papai Flávio. Ela não somente sabe
ensinar, orientar, educar e dar carinho para a meninada, mas também
sabe como lidar com o meu lado pai.

A Elaina é meu orgulho por isso, pois eu sou o pai que sou hoje por
conta disso, pois ser mãe e cuidar dos filhos é apenas uma parte da
vida de mãe, mas também saber cuidar do pai, essa sim é a missão da
mãe que ela é, completa."

By Flávio Furlan


Tenho ou não o marido mais lindo do mundo?
0

Calculadora de fraldas

Olha que legal que a Revista Pais e Filhos colocou no site, um aplicativo que calcula a quantidade de fraldas tanto por período como para um chá de bebê.

Eu mesma tive um pouco de dificuldade para saber quantas fraldas pedir no chá e como distribuí-las, e eu fiz uma simulação das fraldas que a Sara usa hoje e foi bem real os valores.
8

Antes que eles cresçam

Estou muito sentimental essa semana por vário motivos, estou com uma gripe que não quer me largar, assim como 2 dos 3 dos meus filhos, meu aniversário está chegando (faço 3.5 na sexta), a Sara fará 1 ano daqui a 3 semanas... 

Então vou compartilhar um texto com vocês que recebi em uma reunião de pais na escola dos meninos, esse texto me fez pensar muito e só corrobora aquilo que sempre digo, o tempo passa muito rápido, por isso eu fico com meus filhos o máximo de tempo que posso, e aí quando crescerem eu penso em mim, lá terei muito tempo, agora eu só quero curtir muito meus pequenos, abraçá-los e cheirá-los muito antes que eles cresçam...
Olha como eram pequenininhos...

E olha como estão grandes já!


20

Perdendo o peso da gestação


Esse é um dos assuntos pós parto mais difíceis, pois já estamos com nosso bebezico nos braços, já entramos em uma rotina, mas alguns quilos a mais da gravidez teimam em não ir embora (imagina eu que tive três...).

3

Quais cosméticos podem ser usados na gravidez




Não é preciso aposentar todos os cremes de beleza pelos próximos nove meses. Saiba quais devem ficar no armário até o bebê nascer e quais podem ser usados.

Imagem daqui

12

Rotina do sono


Isso é possível sim, essa foto só está no carro pois só aí consigo pegar os três dormindo



Tenho que confessar que ficar sem dormir é uma das piores coisas para mim. Se eu não durmo direito, fico irritada, chorosa, sem paciência e não raciocino direito (acho que isso acontece com a maioria de nós). E conversando com outras mães, sinto que esse é um dos grandes problemas da maternidade: a falta de sono. 

6

Teoria da Exterogestação dos três meses


Os bebês humanos estão entre os mais indefesos de todos os mamíferos. Por causa do maior tamanho do cérebro e do fato de que o tecido nervoso necessita de mais calorias para se manter que qualquer outro, grande parte do alimento ingerido é gasto em prover nutrição e calor para as células nervosas. Mais significante é o fato de que nossos bebês necessitam nascer mais cedo do que deveriam, com seus cérebros ainda não totalmente desenvolvidos. Se o bebê humano nascesse já com o sistema nervoso central amadurecido, sua cabeça não passaria pela pelve estreita da mãe no momento do parto. Ao contrário de outros mamíferos, como girafas e cavalos, o recém-nascido humano é incapaz de andar por um longo período após o nascimento, porque lhe falta o aparato neurológico maduro para tanto. O custo primal de ter um cérebro grande é que nossos filhotes nascem extremamente dependentes e em necessidade constante de cuidado.
11

Vamos ensinar o respeito aos nossos filhos?


Sei que esse texto não agradará a muitas, mas ele não me sai da cabeça e por isso preciso colocar para fora.

Quanto mais passeio pelas redes sociais, mas fico indignada com a posição e pensamento das pessoas (claro que não são todas). Ao ler os status no facebook, o twitter e alguns blogs maternos tenho me deparado com tanta coisa ruim que muitas vezes penso seriamente em me deletar de tudo e viver fora da internet, pois a cada dia que passa me irrito mais.

São tantos movimentos, passeatas, apitaços (que atrapalham a vida daqueles que não tem nada a ver com o assunto) para reivindicar coisas que, até são importantes, mas com certeza estão super valorizadas.
5

A escolha da escola, uma decisão nada fácil


Meus filhos foram para a escola cedo, quero dizer, mais cedo que eu planejava. Como já tinha escrito aqui acho que a melhor idade ara entrar na escola é depois de 2 ou 3 anos, mas o Davi acabou indo com 1 ano e 8 meses (pois o Daniel estava para nascer) e o Daniel foi para a escola com 1 ano e 1 mês (pois ia voltar para a faculdade para terminar meu mestrado, o que acabou não acontecendo, mas isso eu conto depois).
Imagem daqui
13

Linhas Pedagógicas escolares



Imagem daqui
Quando comecei a procurar uma escola para matricular meu filho, a primeira coisa que me perguntaram era qual linha pedagógica eu  estava procurando. Eu na época não tinha idéia do que era isso, então fui aprender para poder escolher melhor.

Procurei orientação com algumas amigas minhas mas principalmente com minha mãe, que além de minha mãe é também pedagoga, e isso me ajudou muito a esclarecer muitas dúvidas.

Então resolvi escrever sobre isso para que vocês não fiquem tão perdidas quanto eu fiquei na época. 

4

7 coisas que você pode fazer pelo cérebro do bebê

Como mãe quero fazer tudo o que está ao meu alcance para que meus filhos se desenvolvam o máximo que puderem, não quero ser eu o "gargalo" do seu desenvolvimento.
Por isso acho muito importante prestarmos atenção a algumas dicas tão simples que podem fazer muita diferença.
E fala a verdade, tem coisa melhor que abraçar e acariciar nossos filhotes? Acho que não
E como já li uma vez (e concordo totalmente): Os bebês têm necessidades de serem amados, carregados, tocados, acalentados e massageados. Cada uma dessas coisas é alimento para os pequeninos, tão indispensável quanto as vitaminas, proteínas e sais minerais. É preciso falar a sua pele, que tem tanta sede e fome, quanto seu ventre - Frederick Leboyer
Então aqui vão dicas simples, porém valiosas para o desenvolvimento dos nossos pequenos.
8

Existe menos mãe?

Já tem um tempo que esse post não me sai da cabeça, então vamos lá coloca-lo para fora. E é um tema um tanto "polêmico", mas se eu não puder expressar o que penso aqui, onde vou fazer?

Uns meses atrás li um texto no blog Minha Mãe que disse que me deixou bem pensativa. Esse texto fala que existe sim "menos mãe"e "mais mãe".

Eu sempre defendi que nós somos as melhores mães que nossos filhos poderiam ter (fiz até um post sobre isso aqui), afinal Deus nos escolheu um para o outro e Deus não erra.

Porém depois de ler esse texto e refletir muito em cima acabei mudando de opinião, e acho que há, como diz aquele post, não menos mãe e mais mãe, mas mães melhores e piores.

Explico.
2

BC - Mamãe está de olho!!!

Pegando carona na blogagem coletiva que a Isabella Kanupp propôs, hoje vou falar sobre alimentação.


Assisti uns dias atrás o filme Muito além do peso, e recomendo que todas as mães assitam também, é realmente chocante algumas cenas com crianças pequenas portadoras de diabetes tipo 2, obesidade mórbida e outras doenças até então só encontrada em adultos.

Porém o que vou escrever não agradará a muitos, pois discutindo pelas redes sociais vi que minha opinião é diferente de muitas mães por aí.
9

Relato de parto 2 - a parte final

Depois de eu ter desabafado tudo conseguimos chegar em casa.

Não dormi direito aquela noite. Na manhã seguinte tinha ultrassom marcado para levar na consulta do dia 29. E assim que fizemos o exame o médico que o realizou disse para esperarmos o resultado, o que achei estranho pois isso nunca tinha acontecido, depois de uns minutos ele volta dizendo que estava com meu GO ao telefone e que ele queria falar comigo.
8

Relato do parto número 2 - Parte 1

Olá minhas queridas.

Faz muito tempo que eu estou prometendo o relato do parto do Daniel. Finalmente criei coragem para escrever pois tem muita coisa ainda que ao lembrar me machuca um pouco, mas como tudo isso ficou para trás vamos lá a minha segunda aventura rumo a partolândia.

Mas vou ter que dividir em dois posts pois acabou ficando muito longo.
Vou contar um pouquinho da gestação para vocês saberem desde o início como tudo aconteceu.

5

De volta à ativa

Ufa! Graças a Deus dezembro passou, as férias acabaram e eu sobrevivi.

Não foi fácil, tivemos muitas comemorações, passeios e saídas em família (meu cunhado que mora no Canadá vem com meus sobrinhos para cá passar as festas) e vocês sabem como são confraternizações em família, é bom mas sempre nos estressamos por um ou outro motivo. E aí nas férias de janeiro, que teoricamente é conhecida como férias de verão, aqui em São Paulo só choveu nos obrigando a ficar em casa, e eu tive que bolar mil e uma coisas para distrair a criançada toda. Imaginem, dois meninos mega ativos e uma mocinha que resolveu se movimentar pela casa (isso porque ainda não engatinha, está só nas tentativas), minha sanidade mental foi colocada a prova.